terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Ericeira (ou Acidentes, acontecem!)



Uma grua caiu ao mar da Ericeira, no Sábado. Fui espreitar (como aqueles "mirones" que gostam de ver os acidentes), mas quando cheguei lá, nem consegui olhar!
Cá para mim, ela atirou-se, pensando que aquilo era mais fundo, bateu com a cabeça e pumba!

Continuei o meu passeio e de repente... "O que é isto?! Terá ficado alguém debaixo da outra grua?"


"Ai... ai... ai... o que é que eu faço?", disse eu, olhando para todos os lados.
"Bem... se ainda ninguém deu por isso, vou ver se abandono o local do crime! De forma camuflada para ver se ninguém me vê! Deve estar aí a chegar a equipa do CSI!"

8 comentários:

Cléo disse...

Ena Max, que aventura...mas quanto à grua, puxa..isso é grande demais, será que vai lá ficar muito tempo?

Van Dog disse...

aiai... que panorama. És muito corajoso, Max, andares assim no local do crime...

Chat Gris disse...

No local do crime...e camuflado!!

Idun disse...

fizeste bem em pôr-te a milhas, max. nunca se sabe se te faziam passar de testemunha a principal suspeito!

Van Dog disse...

Olá Max! Está tudo bem por aí? Há muito tempo que não sabemos nada de ti. Uauff!

Cléo disse...

Max por andas? Não me digas que foste apanhado em flagrante?Dá noticias...

caniche vagabundo disse...

Está tudo bem, amigos!!! Obrigado!
Por aqui, deita-se trabalho pelos olhos... e ainda bem! O pior é que passo dia em casa da minha "donavó" e não tenho tempo para aventuras... Para a semana já volta tudo ao normal... espero eu!

caniche vagabundo disse...

Bom... passar os dias em casa da minha "donavó" significa: COMER, DORMIR E DAR PASSEIOS... o que é cão pode querer mais?!